segunda-feira, 21 de agosto de 2017

HOJE, 28 ANOS DA MORTE DE RAUL SEIXAS


Exatamente hoje, dia 21 de agosto de 2017, completam-se 28 anos da morte de um grande artista brasileiro, Raul Seixas, cantor e compositor baiano que é considerado um dos maiores expoentes do Rock nacional.
 Em mais de 20 anos de carreira (levando em conta os lançamentos de Raulzito e os panteras, em 1968, e Sociedade da Grã Ordem Kavernista, em 1971, respectivamente, seu 1° e 2º disco), Raul lançou 21 discos oficiais, adquirindo um estilo musical que o creditou de “contestador e místico”.
Para lembrar o dia de hoje, uma curiosidade sobre o último disco de Raul que pouca gente conhece. Confiram abaixo o texto!

CURIOSIDADE SOBRE A ÚLTIMA OBRA MUSICAL 
DE RAUL SEIXAS


       O último disco de Raul Seixas, A Panela do Diabo, de 1989, soa como um verdadeiro desacato às comunidades religiosas, principalmente evangélicas e protestantes aqui no Brasil.
     Reza a lenda, inclusive, que esse nome foi escolhido não aleatoriamente pela dupla Raul e Marcelo Nova, que à época, faziam uma turnê de shows por todo o Brasil, antes mesmo do lançamento desse LP.
      Segundo o próprio Raul, durante a sua chegada, momentos antes de se apresentar, havia uma manifestação de alguns crentes mais radicais na porta de uma casa de shows. Entre gritos e protestos, eles distribuíam panfletos difamatórios nos quais apontavam para os perigos da juventude ouvir Raul Seixas e Marcelo Nova, sugerindo que ambos cozinhavam na "Panela do Diabo".
  Ao ler um desses panfletos, Raul acabara encontrando o título perfeito para o novo disco que até então, não tinha nome definido.

      Portanto, essa é a história existente por trás do LP A Panela do Diabo, que trás 11 faixas em sua composição.

Be bop a lula
Rock'n' roll
Carpinteiro do universo
Quando eu morri
Banquete de lixo
Pastor João e a Igreja Invisível
Século XXI
Nuit
Best Seller
Você roubou meu vídeocassete
Câimbra no pé

      A verdade é que, fisicamente, Raul já andava bastante debilitado, dando sinais vitais de que a sua saúde não estava nada bem, e por isso, suas apresentações duravam em média, de 15 a 20 minutos por noite.
    
  UMA HOMENAGEM MUSICAL DO COMPOSITOR ZÉ RAMALHO


Abaixo, a letra de uma música composta por Zé Ramalho, uma canção feita especialmente em homenagem ao eterno "Maluco Beleza".

Para Raul (Zé Ramalho)

Depois que você se foi
A música não mais tocou.
Aquele sentimento claro
Tão místico e simples que você passou
Pra mim, pra nós

Que somos fãs
Companheiros de luta
Do seu aniversário.
Do sonho profundo que você plantou
E botou pra pensar
Cada cabeça maluca.

E já que não vais nunca mais retornar
Da sua viagem ao cosmos do céu
Vais descobrir um novo amanhã.
E em cada pedaço de recordação
Lembre do povo, da alma, irmão.
Não se esqueça de mim


Que sou seu fã


Um comentário:

  1. Raul Seixas foi realmente um grande artista brasileiro.

    ResponderExcluir